Google+ Followers

21 de abr de 2009

Meu amor



Meu amor,
Dia longo e sem graça, que se estende preguiçoso nos braços da tarde que expira...
Sim, querido! A tarde suspira pela voz da brisa que desfolha rosas solitárias, e que rouba às flores do jardim, o que de mais preciosos elas têm: o perfume e o viço.
E a noite também desce. Vem de longe, lá dos países banhados de sol, onde outros mares, cantam outras cantigas, onde outras estrelas deslumbram outros olhares que não os nossos. E eu, preguiçosa perdida na vastidão do universo, fico pensando em te. Fico pensando nos momentos de saudade e tristeza que estou vivendo.
Sozinha dentro da noite, assim como estive sozinha nessa última tarde cheia de murmúrios e tristezas, porque eu não o tenho ao meu lado, querido. O sol deixa de iluminar e aquecer, eu não consigo ter olhos para ver mais nada e sinto um frio terrível. Quanta falta sua presença me faz, querido.
Por que você não vem? Por que não volta para mim, querido?
Eu quisera que tu estivesse sempre ao meu lado, para que os dias fossem menos longos, menos tediosos e menos tristes. E então, eu poderia dizer que houve um verdadeiro sentido na existência.
Que minhas horas de solidão não são tão vazias.
E que vivo por te, meu ideal... tu que é tudo para mim.




As vezes cinto vontade até de morrer
mais eu tenho que um dia isso aconteça ...


Quem tentar possuir uma flor, verá sua beleza murchando. Mas quem apenas olhar uma flor num campo, permanecerá para sempre com ela.tu não poderá ser meu e por isso terei te para sempre."





Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

muito obrigado por comenta beijinhos